domingo, 11 de setembro de 2011

I Bienal de Arquitetura da Zona da Mata e Vertentes e o II Seminário Caminhos para a Cidade.

Apresentação





O Instituto de Arquitetos do Brasil - Núcleo Juiz de Fora, promove entre os dias 15 e 25 de setembro de 2011, a I Bienal de Arquitetura da Zona da Mata e Vertentes e o II Seminário Caminhos para a Cidade. Os eventos terão como sede o Centro Cultural Bernardo Mascarenhas - o mais importante espaço cultural público de Juiz de Fora.

A Bienal vai apresentar a produção dos arquitetos e urbanistas da região e trabalhos de estudantes das escolas e cursos de arquitetura de Juiz de Fora e de Viçosa. O Seminário trará nomes relevantes do cenário nacional para a discussão da arquitetura e urbanismo de toda a região. Também tem como proposta a discussão da arquitetura enquanto produto cultural.

Bienal de Arquitetura

• Participação de arquitetos e urbanistas de Belo Horizonte e de 79 municípios mineiros que fazem parte do Núcleo de atendimento do IAB Juiz de Fora, como Leopoldina, Cataguases, Viçosa, Muriaé, Barbacena e São João Del Rey

• Premiação para arquitetos nas categorias: Residencial, Institucional, Empresarial e Interiores.

• Premiação geral da Bienal - Prêmio Arthur Arcuri

• Premiação para estudantes das faculdades de arquitetura de Juiz de Fora e Viçosa

• Sala Oscar Niemeyer “Dessinis e croquis – o poeta da arquitetura em Paris”

• Sala Arthur Arcuri e Luzimar Cerqueira de Góes Telles - “Arquitetos Modernistas de Juiz de Fora e Cataguases”

• Sala Juiz de Fora - "Juiz de Fora em Maquetes" do artista plástico Ramon Brandão

• II Seminário Caminhos para a Cidade - palestras com representantes do Ministério da Cultura, Ministério da Cidade, órgãos estaduais e municipais de planejamento e cultura.

• Mostrinha de Cinema e Arquitetura - público infantil

• Intervenções Arquitetônicas

Juiz de Fora

Juiz de Fora é uma cidade polo que está situada na Zona da Mata Mineira e está distante 180km do Rio de Janeiro, 280 km de Belo Horizonte e 460 km de São Paulo. Possui um aeroporto com vôos regulares com o Rio de Janeiro, Belo Horizonte e São Paulo.

É uma cidade universitária com cerca de 11 instituições de ensino superior e com diversos cursos de pós-graduação instalados, sendo 2 cursos de arquitetura. Possui uma grande vida cultural representada por vários festivais e aproximadamente 30 museus e instituições culturais. Juiz de Fora tem cerca de 500 mil habitantes e no seu entorno há uma população de cerca de 2 milhões de pessoas.

CCBM

O Centro Cultural Bernardo Mascarenhas, localizado em ponto estratégico no centro da cidade, ocupa o bloco principal da antiga Companhia Textil Bernardo Mascarenhas onde estão ainda agrupada a Biblioteca Municipal Bernardo Mascarenhas, a Secretaria Municipal de Educação e o Mercado Municipal.

A Companhia Textil foi construída em 1888 e, em 1889 passou a utilizar energia elétrica para mover seus teares. Na década de 1980, com a falência da empresa surgiu o movimento de intelectuais de Juiz de Fora ‘Mascarenhas, meu amor’ que levou ao tombamento da sua sede pelo Município, em 1983, culminando com a transformação em espaço cultural.

O prédio tem dois pavimentos com três galerias, um espaço alternativo para exposição, uma videoteca, a sala de encenação Flávio Márcio com capacidade para 200 pessoas e várias salas de oficinas.

Conselhos IAB - JF

DIRETORIA

Presidente: Arqto. Marcos Olender

Vice - presidente: Arqto. José Gustavo Francis Abdalla

Secretário Geral: Arqto. Ademir Nogueira de Ávila

Diretor Administrativo-Financeiro: Arqto. Paulo Gawryszewski

Diretoria de Cidades: Arqto. Rogério Mascarenhas

Diretoria de Patrimônio: Arqto. Marcos Olender

Diretoria Sócio-Cultural: Arqta. Fabiana Mendes Tavares

Diretoria de Meio Ambiente: Ademir Nogueira de Ávila

FISCAL

Arqta Bárbara Botelho Ferreira

Arqto. José Lopes Esteves

Arqto. Márcio de Moraes Campos

CURADORIA DA BIENAL

Curadores da Bienal: Arqto. Mauro Santoro Campello Arqto, Marcos Olender e Arqto. Paulo Gawryszewski

Curadores da exposição Arthur Arcuri: Arqto. Marcos Olender, Arqto. Paulo Gawryszewski e Arqto. Ademir Nogueira de Ávila

Curador da exposição Luzimar Cerqueira de Góes Telles: Arqto Paulo Henrique Alonso

Curador da exposição sobre Oscar Niemeyer “Dessinis e croquis: o poeta da arquitetura em Paris”: Arqto. Mauro Santoro Campello

Curador da exposição de maquetes: Ramon Brandão

Curadores da exposição dos arquitetos: Arqto. Rogério Mascarenhas e Arqto. Hermanes José Barbosa Abreu

Curadores da exposição dos alunos: Arqto. Carlos Eduardo Felga e Arqto. Alexsandro de Almeida Pereira

Produção Executiva: Malu Machado

Captação de Recursos: Ello Comunicação Empresarial

1 comentários:

SANTA SANCA DRYWALL E GESSO disse...

Olá, tudo bem? Somos uma empresa de Decoração em Gesso e

nos colocamos a disposição para oferecer aos seus clientes o que há de

mais inovador em termos de qualidade de serviço, equipamentos e atendimento. Um

atendimento especial para pessoas especiais.

visite nosso site: http://santasanca.blogspot.com

Daniella

31 2531-7777